Trump compra briga com astro da NBA e atletas da NFL

© AP Photo / Ben MargotCurry e James
Curry e James - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, partiu para ofensiva contra alguns esportistas. O republicano criticou publicamente jogadores de futebol americano e de basquete.

Para Trump, os jogadores da NFL, liga nacional de futebol americano, que não cantam o hino nacional devem ser demitidos. Caso os jogadores queiram o "privilégio" de seus salários altos, então eles devem "levantar para o hino nacional" ou serem demitidos e "encontrar alguma outra coisa para fazer".

A polêmica envolvendo o hino nacional dos Estados Unidos começou em 2016 com o jogador Colin Kaepernick, que se recusou a levantar para o hino como maneira de protestar contra a violência policial contra negros. 

O sindicato dos atletas da NFL repudiou as palavras do presidente. 

LeBron James discursando em 2016 - Sputnik Brasil
Trump tornou o ódio 'moda novamente' nos EUA, diz astro da NBA LeBron James
Trump também comprou briga com os jogadores de basquete da NBA.

"Ir para a Casa Branca é considerado uma grande honra para um time campeão. Stephen Curry está hesitando, então o convite está retirado", disse Trump no Twitter.

É uma tradição que o time campeão da NBA visite a Casa Branca. Entretanto, o atual campeão Golden State Warriors pretendia reunir seu elenco para decidir sobre a visita a Trump.

Depois da "exclusão" de Curry, um dos principais jogadores da NBA, o time afirmou que "aceitava" a decisão. Já Curry disse que não acredita que Trump "respeite a maioria dos americanos deste país".

Outro jogador da NBA, LeBron James, afirmou que visitar a Casa Branca era uma grande honra — até Trump aparecer.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала