EUA querem 'condições certas' para dialogar com a Coreia do Norte

© REUTERS / KCNAPoster com propaganda norte-coreana, culpando EUA e países hostis pelas sanções: "Todas as regiões dos EUA estão ao alcance dos nossos mísseis agora!"
Poster com propaganda norte-coreana, culpando EUA e países hostis pelas sanções: Todas as regiões dos EUA estão ao alcance dos nossos mísseis agora! - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA estão prontos para negociar com a Coreia do Norte, mas com as "condições certas", que hoje inexistem, declarou nesta sexta-feira a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Heather Nauert.

"Dissemos muitas vezes que estaríamos prontos para as negociações com a Coreia do Norte. No entanto, Kim Jong-un não manifesta indícios consistentes de que deseja se sentar à mesa de negociações", disse Nauert para a CNN.

Ela destacou serem necessárias "condições certas" para as negociações. Segundo ela, "atualmente as condições não estão certas".

No dia 3 de setembro, Coreia do Norte anunciou ter realizado um bem-sucedido teste de bomba de hidrogênio, desenvolvida para equipar mísseis balísticos intercontinentais. Esse foi o sexto teste nuclear de Pyongyang. 

Exército Popular da Coreia apresenta, em desfile, complexos de lançamento de mísseis balísticos intercontinentais (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Mídia: Coreia do Norte cogita explodir bomba de Hidrogênio no Oceano Pacífico
Uma semana antes disso, Coreia do Norte testou um míssil balístico, que sobrevoou o território do Japão. 

Após esses acontecimentos, o Conselho de Segurança da ONU, por unanimidade, adotou novas sanções contra a Coreia do Norte, que afetarão de modo significativo as exportações do país. A resolução 2375 da instaurou o regime de sanções mais rigoroso aprovado pela ONU no século XXI.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала