Trump assina novo pacote de sanções contra a Coreia do Norte, mas acena para o diálogo

© AP Photo / Ahn Young-joonPresidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, dividem a tela
Presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, dividem a tela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta quinta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma ordem executiva com novas sanções contra a Coreia do Norte, em meio às tensões entre Pyongyang, Washington e seus aliados.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, em discurso na 72ª Assembleia Geral da ONU - Sputnik Brasil
ONU: Trump volta a ameaçar destruir a Coreia do Norte
"A nova ordem executiva bloqueará as fontes de receita que financiam os esforços da Coréia do Norte para desenvolver as armas mais mortíferas conhecidas pela humanidade", disse Trump aos repórteres em Nova York, onde ele participa da Assembléia Geral da ONU. "Essas medidas buscam provocar uma disrupção das redes comerciais da Coreia do Norte", afirmou.

As novas sanções atingem as àreas de tecnologia da informação, as indústrias de manufatura, bem como a pesca e os têxteis.

Trump disse: "Por que não?" respondendo a uma pergunta sobre se o diálogo com Pyongyang ainda era possível.

As tensões em torno dos programas nucleares e de mísseis da Coreia do Norte aumentaram nos últimos meses, quando Pyongyang lançou uma série de mísseis que sobrevoaram o Japão e provocaram críticas internacionais. Na segunda-feira, o presidente dos EUA disse que Washington "não terá escolha a não ser destruir totalmente a Coreia do Norte", em caso de ameaças imediatas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала