Líder de organização cristã que ameaçava queimar carros é detido na Rússia

Nos siga noTelegram
Um filme levou à detenção de Aleksandr Kalinin, líder da organização extremista Estado Cristão. A detenção foi confirmada pelo Ministério do Interior russo.

O Ministério do Interior russo oficialmente confirmou a detenção de Aleksandr Kalinin, líder da organização extremista Estado Cristão, a pedido de Natalia Poklonskaya, ex-procuradora-geral da Crimeia e atual deputada da Duma de Estado da Rússia do partido Rússia Unida.

Kalinin é suspeito do incêndio premeditado de um carro perto do escritório do advogado do diretor do filme Matilda de Aleksei Uchitel.

"Confirmamos a detenção de Kalinin na qualidade de suspeito no caso em discussão", disse à Sputnik a porta-voz do Ministério do Interior russo, Irina Volk.

Antes, a deputada Natalia Poklonskaya condenou bruscamente quaisquer manifestações de violência. "É inadmissível e deve ser cortado pela raiz".

Uma fonte comunicou à Sputnik que Kalinin tinha sido detido na cidade de Gryaz, na região de Lipetsk. Durante as buscas, foram encontrados cartazes com as palavras "Pela queimação de Matilda".

Cartaz com a palavra traidor em uma manifestação anti-Trump nos EUA (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Diretor russo: Freeman incentiva pessoas desiquilibradas a cometer atos inadequados
O filme de Aleksei Uchitel é sobre o romance entre a bailarina Matilda Kshesinskaya com o Imperador russo Nicolau II. Anteriormente, a organização Estado Cristão exigiu a proibição da exibição do filme de Uchitel, pois, para ela, qualquer publicidade do filme seria considerada "um desejo de humilhar os santos da Igreja Ortodoxa".

É de assinalar que a organização Estado Cristão não é registrada pelo Ministério da Justiça da Rússia, sendo assim não pode ser considerada uma organização oficial.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала