Pelotão da Polícia Militar russa ficou completamente cercado por terroristas na Síria

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensTropas russas na Síria (foto de arquivo)
Tropas russas na Síria (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Combatentes terroristas conseguiram cercar um pelotão da Polícia Militar da Rússia, que durante horas repeliu os ataques dos jihadistas, até serem removidos do local por um grupo das forças especiais, informou o chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, Sergei Rudskoy.

Combates em Idlib, Síria - Sputnik Brasil
Rússia: EUA provocaram combates em Idlib para impedir o avanço sírio em Deir ez-Zor
"Um dos objetivos principais dos terroristas era a captura do pelotão da Polícia Militar russa, que realizava tarefas no posto de observação, instalado nessa região [de Idlib], na qualidade de forças de controle das forças de desescalada", informou o comunicado do Estado-Maior.

Segundo Rudskoy, "o pelotão da Polícia Militar de 29 pessoas ficou bloqueado durante algumas horas e repeliu os ataques do inimigo, que detinha superioridade numérica, lado a lado com um destacamento local", que aderiu ao acordo de cessar-fogo.    

Segundo o militar, um grupo das forças especiais foi organizado pelas forças russas para remoção dos cercados do local.

"Foram realizados ataques aéreos contra os terroristas. As ações do destacamento de remoção receberam apoio permanente de dois caças Su-25, que realizaram ataques contra as forças e equipamentos dos terroristas a partir de altitudes extremamente reduzidas", explicou Rudskoy. 

Ele destacou que o pelotão conseguiu ser removido sem perdas até a área sob controle das tropas governamentais sírias.

Todos os envolvidos na operação deverão receber condecorações.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала