Senador russo: EUA estavam precisando do encontro entre Lavrov e Tillerson

© AFP 2022 / Mandel NganEncontro entre ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov e Secretário de Estado Rex Tillerson
Encontro entre ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov e Secretário de Estado Rex Tillerson - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia e o Departamento de Estado norte-americano comunicaram sobre o encontro entre seus chefes, Sergei Lavrov e Rex Tillerson. O senador russo Vladimir Dzhabarov comentou o assunto para o serviço russo da Rádio Sputnik.

Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante reunião com o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, nas margens da cúpula da ASEAN em Manila - Sputnik Brasil
Tillerson procurou Lavrov para discutir a situação na Síria
Em Nova York, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, consagraram compromisso de evitar situações conflituosas durante as operações militares na Síria, comunicou a representante oficial do Departamento de Estado, Heather Nauert.

"Eles consagraram compromisso de eliminar situações conflituosas durante as operações militares na Síria, de diminuir a violência e de criar condições para cumprimento do processo de Genebra em conformidade com a resolução 2254 do Conselho de Segurança da ONU", de acordo com comunicado da representante do Departamento de Estado norte-americano.

Mais anteriormente, a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, falou, após o encontro entre os altos funcionários, que as partes discutiram a cooperação na Síria e o processo de realização dos Acordos de Minsk sobre o conflito na Ucrânia.

"O encontro foi efetuado assim que Sergei Viktorovich chegou a Nova York e isso significa que os norte-americanos precisavam muito deste encontro. Os temas que foram discutidos durante o encontro são muito importantes. Trata-se tanto da cooperação sobre Síria, quanto da situação na Ucrânia", sublinhou o senador russo Vladimir Dzhabarov ao serviço russo da Rádio Sputnik

O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson e o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, agitam as mãos antes de suas conversações em Moscou, Rússia, quarta-feira, 12 de abril de 2017. As conversas de Tillerson em Moscou dependem da nova alavancagem dos EUA sobre a Síria. - Sputnik Brasil
Tillerson diz que sanções dos EUA são para 'melhorar' as relações com a Rússia
O senador não exclui que durante os contatos entre Lavrov e Tillerson tenha sido discutido o tema da reforma da ONU, planejada pela Casa Branca. De acordo com ele, é pouco provável que a Rússia apoie a iniciativa. 

"Falando abertamente, agora não é a hora de reformar a ONU. Acho que é cedo para falar sobre reforma, essa ideia tem que ser discutida por todos os países-membros da organização", acredita Vladimir Dzhabarov.

Ele acrescentou que a agenda do ministro das Relações Exteriores na 72ª sessão da Assembleia Geral da ONU inclui muitos encontros importantíssimos. 

De acordo com ele, grande quantidade de encontros "seria uma resposta aos que repetem que Rússia estaria 'isolada'. Como é de perceber, mesmo estando 'isolada' para muitos, o secretário de Estado norte-americano quis se encontrar às pressas com o nosso chanceler", o que, para o senador russo, comprova que a Rússia desempenhou, desempenha e desempenhará papel importantíssimo na política global.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала