Representante oficial da chancelaria russa faz 'diagnóstico' a Kiev

© Sputnik / Vladimir Astapkovich / Abrir o banco de imagensОфициальный представитель министерства иностранных дел РФ Мария Захарова во время брифинга в Ялте
Официальный представитель министерства иностранных дел РФ Мария Захарова во время брифинга в Ялте - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Para Maria Zakharova, a decisão de chamar o evento que decorre na capital ucraniana de “Fórum de Yalta” (alusão à Conferência de Yalta que decorreu na Crimeia entre 4 e 11 de fevereiro de 1945 com o fim de decidir a divisão das zonas de influência depois da 2ª Guerra Mundial) é uma síndrome de dores no membro fantasma de Kiev.

O fórum da organização internacional Estratégia Europeia de Yalta (YES), que contou com a presença do presidente ucraniano Pyotr Poroshenko, começou nesta quinta-feira (14) na capital da Ucrânia. Entre os convidados eminentes está o ex-secretário de Estado dos EUA, John Kerry, bem como o Comissário Europeu da Energia, Maros Sefcovic.

Foreign Ministry Official Spokesperson Maria Zakharova at a briefing on current foreign policy issues - Sputnik Brasil
Zakharova: ao contrário do Ocidente, Rússia não vai produzir notícias falsas
"Será que essa é a única coisa estranha que evidenciamos hoje em dia por parte do regime de Kiev? Sim, podemos dizer que é uma dor do membro fantasma, mas acredito que o regime de Kiev não deveria encontrar culpados no exterior", disse hoje (15) Zakharova durante uma coletiva de imprensa em Yalta.

"Entendo que seja muito cômodo culpar a Rússia, eu entendo que isso foi tornado uma ideia nacional. Infelizmente, isso é um erro crasso — o fato do regime de Kiev não parar de contar aos seus cidadãos sobre uma alegada agressão russa, uma alegada culpa russa de todos os males. É um erro colossal", adiantou a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала