Secretário-geral da OTAN: desejamos melhorar relações com a Rússia

© AP Photo / Thierry MonasseSecretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, fala durante uma entrevista coletiva na sede da União Europeia em Bruxelas, Bélgica (foto de arquivo)
Secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, fala durante uma entrevista coletiva na sede da União Europeia em Bruxelas, Bélgica (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A OTAN continuará tentando melhorar as relações com a Rússia, mas levará em consideração a situação na Ucrânia, afirmou para a RIA Novosti o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg.

Soldados do exército dos EUA na Letônia participam da operação Atlantic Resolve da OTAN - Sputnik Brasil
Ministério da Defesa: OTAN está na fronteira da Rússia, não o contrário
"A Rússia é vizinha da OTAN e continua sendo. A OTAN não quer uma nova Guerra Fria, nem uma nova corrida armamentista. Continuaremos desejando melhorar as relações com a Rússia", declarou o chefe da organização.

Ele lembrou que as relações entre as partes foram agravadas por causa da situação em torno da Ucrânia e após a reunificação da Crimeia com a Rússia, que a Aliança considera ilegal.

O chefe da OTAN sublinhou que a organização não quer uma confrontação com a Rússia.

"Não queremos isolar a Rússia; nosso objetivo é melhorar as relações com ela. Ao mesmo tempo, queremos que a conduta da Rússia em relação à Ucrânia tenha consequências", declarou à RIA Novosti.

Ao comentar a recente compra de sistemas de defesa antiaérea S-400 russos pela Turquia, Stoltenberg assinalou que cada país-membro da OTAN toma decisões sobre compra de armamentos independentemente.

"Cada aliado [da OTAN] decide por si só quais armamentos adquirirá. Trata-se de uma decisão nacional da Turquia", afirmou.

Istambul, Turquia, funcionário de uma loja manuseia bandeira da Rússia - Sputnik Brasil
Opinião: Turquia começa a se orientar para Rússia em vez da OTAN
Ele também acrescentou que a Turquia não pediu para integrar seus sistemas S-400 recém-comprados ao sistema de defesa da Aliança. No entanto, sublinhou, que "países [da OTAN] podem possuir seus próprios sistemas, desintegrados".

Mais anteriormente, foi divulgado que Ancara e Moscou concluíram acordo de compra de mísseis S-400, negociado durante vários meses. Além disso, o líder turco havia comunicado que a Turquia já fez o primeiro depósito para a compra dos sistemas russos S-400.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала