Ataques da coalizão encabeçada pelos EUA causam ao menos 20 mortos na Síria

© AP Photo / Hussein MallaFumaça liberada após um ataque aéreo da coalizão internacional em Raqqa, em 17 de julho de 2017
Fumaça liberada após um ataque aéreo da coalizão internacional em Raqqa, em 17 de julho de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Mais de 20 civis sírios foram vítimas de novos ataques aéreos da coalizão internacional encabeçada pelos EUA, comunicou a agência de notícias nacional, SANA, se referindo a relatos de testemunhas.

Cidade de Deir ez-Zor - Sputnik Brasil
Sepulturas coletivas de Deir ez-Zor escondem vítimas civis de ataques da coalizão?
De acordo com os habitantes locais citados pela SANA, em Raqqa, um ataque aéreo contra um prédio residencial causou ao menos 11 mortos, predominantemente mulheres e crianças, enquanto outros 11 membros da mesma família morreram na sequência de ataques na aldeia de Al-Shahabat, no norte da província de Deir ez-Zor.

Nas províncias de Raqqa e Deir ez-Zor, a aviação da coalizão internacional apoia o avanço dos destacamentos curdo-árabes das Forças Democráticas Sírias contra a organização terrorista Daesh, proibida na Rússia e em vários outros países.

Damasco considera estas ações como ilegais devido ao fato da coalizão atuar sem aval das autoridades sírias.

Os ataques da coalizão causam regularmente vítimas entre a população civil. Deste modo, em agosto a coalizão reconheceu que, desde o início da operação dos aliados contra o Daesh, na Síria e no Iraque tinham morrido ao menos 685 civis.

Mais tarde, Damasco apelou à ONU para que dissolvesse a coalizão internacional que apenas "faz o jogo dos militantes que desenvolveram uma campanha de terror e assassínios contra o povo sírio".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала