ONU: Coreia do Norte exportou ilegalmente US$ 270 milhões

© REUTERS / KCNALíder norte-coreano, Kim Jong-un, após lançamento bem-sucedido de míssil balístico
Líder norte-coreano, Kim Jong-un, após lançamento bem-sucedido de míssil balístico - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) afirmaram que a Coreia do Norte exportou ilegalmente carvão, ferro e outras commodities.

US President Donald Trump delivers a speech during Arab-Islamic-American Summit in Riyadh, Saudi Arabia May 21, 2017. - Sputnik Brasil
Trump: uso da força pode resolver crise com Coreia do Norte; paz é possível em Gaza
A movimentação monitorada pelos especialistas durou seis meses e foi de cerca de US$ 270 milhões. China, Índia, Malásia e Sri Lanka receberam as mercadorias, apesar do embargo determinado por sanções da ONU em março de 2016.

Segundo o Nikkei Asian Review, apenas 78 dos 193 membros da ONU reportaram algum progresso na implementação das sanções contra a Coreia do Norte. 

O corpo de especialistas também disse que o país de Kim Jong-un consegue contornar não só o embargo às suas commodities, mas também outras restrições como os limites impostos ao comércio de armas e o acesso ao mercado financeiro.

As denúncias fazem parte de um relatório e indicam que Pyongyang continua a realizar atividades nucleares proibidas no complexo nuclear de Yongbyon.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала