Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Odebrecht financiou corrupção na Venezuela com dinheiro do BNDES, diz ex-procuradora

Nos siga no
O Estado brasileiro pode ter financiado a corrupção na Venezuela por meio de obras da Odebrecht e com dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A acusação foi feita ao Ministério Público Federal (MPF) pela ex-procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz, que afirma ter havido corrupção em contratos com cifras de até US$ 30 bilhões. Houve dinheiro do BNDES em 11 obras e algumas delas estão paralisadas ou construídas parcialmente, diz Luisa.

Antonio Palocci - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
'Pacto de sangue': Palocci aponta elos de corrupção entre Odebrecht, Lula e Dilma (VÍDEOS)
O Tribunal de Contas da União afirmou que a BNDES liberou R$ 11 bilhões para a Venezuela, durante os governos de Hugo Chávez e Nicolás Maduro.

Já o BNDES diz que foram repassados à Odebrecht o equivalente a US$ 13,5 bilhões para execução de 47 projetos, dos quais 25 estão suspensos.

"A partir de 2015, começa-se a ter um quadro mais claro da atuação de grandes empresas como a Odebrecht, no Brasil e no exterior, para alcançar seus objetivos e realizar grandes obras de engenharia no Brasil e no exterior. A Venezuela é um desses países e o Peru também — para ficar em apenas dois exemplos da América Latina. Além disso, a empresa também usou seus métodos na África", afirmou o cientista político e professor da PUC-RJ Ricardo Ismael.

Ismael também disse que até 2015, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) obrigou o BNDES a divulgar mais informações sobre seus empréstimos, a instituição era uma "caixa preta" e que agora as informações estão começando a surgir.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала