ONU: furacão Irma afetará 37 milhões de pessoas

Nos siga noTelegram
Segundo estimativa da Organização das Nações Unidas (ONU), o furação Irma afetará cerca de 37 milhões de pessoas. Com ventos de cerca de 300 km/h, a tormenta é considerada a mais forte já registrada no Oceano Atlântico.

O Irma já provocou estragos em partes do Caribe e pode chegar nos Estados Unidos e em outros países caribenhos nas próximas horas.

Imagem do furacão Irma avançando pelo Oceano Atlântico, passando pelo Caribe e indo em direção aos EUA - Sputnik Brasil
Furacão Irma é o mais forte do Atlântico e pode destruir mais do que o Katrina
O primeiro-ministro de Antígua e Barbuda, Gaston Browne, disse que o cenário é de "devastação total" e que ao menos uma pessoa morreu. O chanceler local, Charles Fernandez, estimou que 90% da ilha foi destruída. 

Em Porto Rico, 600 mil pessoas estão sem energia elétrica e 50 mil sem água, afirmou Abner Gómez, diretor da agência de enfrentamento de desastres da ilha.

O porta-voz da ONU Stephane Dujarric disse que o organismo internacional enviou uma equipe de ajuda humanitária para a ilha de Barbados e que está cooperando com o governo do Haiti para reforçar a infraestrutura no norte do país, que deve ser o local mais atingido.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала