Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia está em risco de perder um dos seus mares

© Sputnik / Aleksei KudenkoUm marinheiro na costa russa do mar Cáspio
Um marinheiro na costa russa do mar Cáspio - Sputnik Brasil
Nos siga no
Devido ao aquecimento global e a outros fatores, daqui a 75 anos parte do mar Cáspio pode secar.

Um grupo de cientistas da Rússia, Azerbaijão, França e EUA chegou a uma conclusão: toda a parte norte do mar Cáspio, que serve de fronteira natural entre a Rússia e os vizinhos Azerbaijão, Irã, Turcomenistão e Cazaquistão, pode desaparecer em 75 anos.

Mar de Barents - Sputnik Brasil
Nível do mar aumenta mais rápido do que se acreditava
De acordo com um relatório publicado no site da American Geophysical Union, os pesquisadores detectaram três principais fatores que afetam o nível das águas no mar Cáspio: o caudal dos rios que nele desaguam, a precipitação e a evaporação. Para fazer esses cálculos, os especialistas usaram dados hidrológicos de diferentes países, entre 1979 e 2015. Os estudos evidenciaram que, desde o início das observações até 1995, o nível do mar Cáspio aumentou a cada ano até 12 centímetros, mas depois começou a declinar.

"De 1996 a 2015, o nível das águas do mar Cáspio diminuiu de forma constante, cerca de sete centímetros por ano. Durante o período de observação se reduziu em cerca de 1,5 metro", informa a pesquisa.

A principal razão é o aumento da temperatura da camada superficial da atmosfera, juntamente com a diminuição do escoamento da água das chuvas na região e, consequentemente, do caudal dos rios que alimentam o mar Cáspio.

Onda gigante atinge a Estrada do Atlântico, na Noruega (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Grande inundação: que esperar do aquecimento global?
De acordo com Clark Wilson, colaborador do Centro de Pesquisas Espaciais, a maior redução no nível da água do mar Cáspio ocorrerá na zona norte, nas costas das regiões russas de Astrakhan, Kalmykia e da república do Daguestão. Atualmente, a profundidade mínima do mar nessa zona é de apenas cinco metros.

Em outras palavras, a Rússia pode perder um de seus mares no futuro próximo. "Essa parte [do mar] pode desaparecer em 75 anos, se persistir o atual nível de aquecimento", advertiram os cientistas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала