Não há como Rússia ficar tranquila com aumento da presença da OTAN na Europa Ocidental

© AP Photo / Mindaugas Kulbis Tanques da OTAN na Letônia, perto da fronteira com a Rússia
Tanques da OTAN na Letônia, perto da fronteira com a Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo russo expressou preocupações em meio a mudanças na situação político-militar na Europa Ocidental.

"A maior inquietação é causada pelos esforços constantes da OTAN de mudar a situação político-militar no espaço euroatlântico, incluindo o aumento da presença militar e infraestrutura nas regiões fronteiriças com a Rússia", declarou o chanceler russo, Sergei Lavrov.

Exercícios militares Zapad-81 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
OTAN acusa Moscou e Minsk de falta de transparência nos próximos exercícios Zapad 2017
O ministro das Relações Exteriores da Rússia também acrescentou que há mais uma razão para se preocupar: "criação do segmento global de defesa antimíssil norte-americana na Europa."

Em 2016, a OTAN aprovou o aumento sem precedentes da sua presença militar no Leste Europeu, decidindo instalar quatro batalhões multinacionais com 1.000 soldados em cada um, na Estônia, Letônia, Lituânia e na Polônia.

Ao mesmo tempo, a Aliança deslocou armas antimísseis dos EUA para a Europa.

Soldado com a bandeira da OTAN - Sputnik Brasil
OTAN se prepara para cercar tropas russas durante exercício militar
Em maio de 2016, entrou em serviço o sistema estadunidense Aegis Ashore — parte do escudo antimíssil da OTAN- na base de Deveselu, na Romênia, a 600 km da península russa da Crimeia.

Além disso, o Pentágono está construindo mais uma instalação similar com radares e mísseis interceptores no povoado polonês de Redzikowo, a 180 km da região russa de Kaliningrado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала