Em petição, 67 mil pedem a Casa Branca que George Soros seja considerado terrorista

© AP Photo / Kin CheungEmpresário George Soros em 2010
Empresário George Soros em 2010 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma petição no site da Casa Branca que pede que o bilionário George Soros seja considera um terrorista por atos de "sedição" já foi assinada por mais de 67 mil pessoas.

George Soros, presidente do Soros Fund Management, concede uma entrevista à CNN quanto à Iniciativa Global de Clintons, em Nova York, em 27 de setembro de 2015  (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Israel acusa Soros de minar governos democraticamente eleitos
"O DOJ [Departamento de Justiça, na sigla em inglês] deve declarar imediatamente George Soros e todas as suas organizações e membros de sua equipe terroristas domésticos e todos os seus bens pessoais e de suas organizações devem ser apreendidos", diz o texto.

A petição foi criada em 20 de agosto e acusa Soros de "desestabilizar" e "cometer atos de sedição contra os Estados Unidos e seus cidadãos" com a criação de "organizações discretas" para o fim do "governo constitucional".

Até o momento, a iniciativa tem 68.950 assinaturas. Caso o número de assinaturas chegue a 100 mil até 19 de setembro, a Casa Branca irá fornecer uma resposta à demanda dentro de 60 dias.

Soros, dono de uma fortuna estimada de US$ 25,2 bilhões, coordena uma rede de ONGs que afirma estar presente em mais de 100 países.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала