Milícias curdas anunciam envio de observadores militares russos a Afrin

© REUTERS / Mahmoud HebboAfrin, uma das principais cidades curdas da Síria
Afrin, uma das principais cidades curdas da Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As Unidades de Proteção Popular curdas (YPG) anunciaram o próximo envio de observadores militares russos a Afrin e Shahba, no nordeste da Síria, informou a agência Rudaw.

Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Tanf, no sul da Síria - Sputnik Brasil
Mídia: militares dos EUA sofrem ataques de rebeldes sírios apoiados pela Turquia
"Os observadores militares se encarregarão de manter as condições de segurança", informou a agência, citando a declaração divulgada pelas milícias na terça-feira (29).

O comunicado refere-se a um suposto acordo entre as YPG, outras milícias e os militares russos localizados na Síria, mas o Ministério da Defesa russo ainda não fez quaisquer comentários sobre o assunto.

A zona de Afrin e Shahba é controlada por combatentes das YPG e das Forças Democráticas da Síria (FDS), uma aliança de grupos rebeldes apoiados pelos EUA.

As YPG, o braço armado do Partido da União Democrática (PYD) curdo, são consideradas pela Turquia como uma extensão do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), organização terrorista para Ancara.

Um soldado do Exército Árabe da Síria é visto aqui em uma área residencial de Aleppo, uma cidade dividida pela linha de frente - Sputnik Brasil
O que é que impede o fim imediato da guerra na Síria?
No ano passado, a Rússia realizou intensas negociações diplomáticas com a Turquia e o Irã para estabelecer o regime de cessar-fogo na Síria, organizar em Astana várias rodadas de negociações internacionais para consolidar o armistício e criar as chamadas zonas de distensão, que permitem separar os grupos rebeldes dos terroristas.

A primeira zona de distensão em Quneitra, As-Suwayda e Daraa, sudoeste da Síria, entrou em vigor no dia 9 de julho.

A segunda zona, em Guta Oriental, começou funcionando em 22 de julho e a terceira, no norte de Homs, em 3 de agosto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала