Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Autoridade da Crimeia: EUA têm duas caras quanto ao estatuto da península

© Sputnik / Vladimir Sergeev / Abrir o banco de imagensVista da baía de Balaklava na cidade de Sevastopol
Vista da baía de Balaklava na cidade de Sevastopol - Sputnik Brasil
Nos siga no
A posição das autoridades dos EUA quanto ao estatuto da Crimeia é ambígua e não representa interesse algum dos cidadãos da península, afirmou o diretor do Comitê de Relações Exteriores da Crimeia, Zaur Smirnov.

Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Presidente da Ucrânia pretende reaver Donbass e Crimeia por meios pacíficos
Anteriormente, o líder do Partido Democrático Liberal da Alemanha, Christian Lindner, propôs que Europa fechasse os olhos para a alteração do estatuto da Crimeia e, ao invés de continuar pressionando a Rússia, começasse a seguir o caminho rumo à "construção das relações". Por sua vez, o representante especial dos EUA para questões ucranianas, Kurt Volker, afirmou que Washington é contra o congelamento da questão da Crimeia.

"A posição dos EUA quanto à Crimeia é ambígua, ou seja, seus interesses geopolíticos contradizem as normas do direito internacional, de acordo com as quais os cidadãos da república realizaram seu direito de autodeterminação no referendo de 2014. Ignorar o fato de a Crimeia ter se reunificado à Rússia por vontade própria é um exemplo de política de duplo padrão", disse Smirnov em entrevista à Sputnik. 

Segundo ele, a posição dos EUA não representa nenhum interesse dos cidadãos da península. "Graças à reunificação à Rússia, na Crimeia agora há paz e harmonia interétnica", frisou o político. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала