Sanções contra Coreia do Norte são 'recurso esgotado', diz vice-chanceler russo

© Sputnik / Valery Melnikov / Abrir o banco de imagensSergei Ryabkov
Sergei Ryabkov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-chanceler russo, Sergei Ryabkov, não acredita que mais sanções são uma medida adequada para lidar com o mais recente disparo de míssil balístico da Coreia do Norte e que os recentes exercícios militares entre Estados Unidos e Coreia do Sul "provocaram" Pyongyang.

Presidente dos EUA Donald Trump - Sputnik Brasil
Guerra vem aí? Trump alerta Coreia do Norte: 'Se nos ameaçarem, receberão fogo e fúria'
A Coreia do Norte atirou um míssil balístico que sobrevoou o Japão e caiu no Oceano Pacífico. O disparo foi classificado como "ultrajante e "sem precedentes" pelo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe. Coreia do Sul e Japão pediram uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU para debater o míssil da Coreia do Norte. 

"Observamos uma tendência de aumento na tensão e pensamos que os recentes exercícios [militares], apesar de terem sido mais leves do que previsto inicialmente, contribuíram para isso, no sentido de que provocaram Pyongyang a realizar outro lançamento."

O vice-chanceler russo afirmou que, a julgar como os Estados Unidos e seus aliados comportaram-se em situações similares, mais sanções podem ser esperadas. A medida, entretanto, não deve trazer efeitos.

"Mas isso [sanções] não resolverá nenhum problema. É óbvio para todos que o recurso das sanções sobre a Coréia do Norte está esgotado. É impossível adotar as resoluções do Conselho de Segurança da ONU que não incluírem a declaração de que a solução militar não pode ser usada, apenas a política. E que não exclua sanções unilaterais além das adotadas coletivamente pelo Conselho de Segurança", disse Ryabkov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала