Kim Jong-un mostra 'acidentalmente' seus mísseis a todo o mundo

© REUTERS / KCNAO líder norte-coreano Kim Jong-un observa o "berço" das ogivas norte-coreanas, o Instituto de Pesquisa em Materiais Químicos da Academia da Defesa Nacional
O líder norte-coreano Kim Jong-un observa o berço das ogivas norte-coreanas, o Instituto de Pesquisa em Materiais Químicos da Academia da Defesa Nacional - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pyongyang conta com novos mísseis balísticos e é possível que os lance a curto prazo, afirmam vários especialistas após analisarem as fotos de uma das recentes viagens de Kim Jong-un.

De acordo com a opinião do colunista da Rossiyskaya Gazeta Oleg Kiryanov, os especialistas estão seguros de que Pyongyang permitiu este "vazamento" de forma deliberada, para sublinhar que não vai parar o desenvolvimento de tecnologias nucleares.

O líder norte-coreano Kim Jong-un chega com uma visita ao Instituto de Pesquisa de Materiais Químicos da Academia de Defesa Nacional - Sputnik Brasil
Kim Jong-un inspeciona instituto de pesquisa nacional e elogia indústria de mísseis
A conclusão dos analistas se baseia na análise das fotos publicadas pela agência governamental norte-coreana KCNA, em que se pode ver o líder do país, Kim Jong-un, visitando a Academia Militar.

O líder da Coreia do Norte fez uma visita a uma das seções mais importantes da Academia, o Instituto de Materiais Químicos, que, segundo se acredita, é responsável pela criação dos materiais compósitos utilizados na fabricação dos propulsores de mísseis e ogivas nucleares, escreve Kiryanov.

Em geral, esta visita de inspeção de Kim causou muitas especulações quanto ao nível de desenvolvimento das tecnologias da Coreia do Norte. Kiryanov consultou vários especialistas independentes que afirmam que Pyongyang já atingiu os níveis mais avançados no desenvolvimento de sistemas de mísseis, muito além do que pensa o resto do mundo.

Os recentes relatórios dos meios governamentais da Coreia do Norte não são assim tão importantes. O que causou verdadeira agitação são os detalhes que aparecem nas fotos do interior do Instituto de Materiais Químicos: nos cartazes estão os planos dos novos projéteis balísticos da Coreia do Norte.

Imagem do Hwasong-14, míssil que a Coreia do Norte afirma ser de longo alcance (intercontinental), em teste realizado em 4 de julho de 2017 - Sputnik Brasil
Pyongyang: EUA e Coreia do Sul 'brincam com fogo sobre um barril de pólvora nuclear'
Em particular, trata-se dos mísseis Hwasong-13 e Pukguksong-3. O primeiro já apareceu em desfiles militares, o segundo, que é um foguete balístico antissubmarino, é totalmente novo.

Kiryanov aponta que os analistas compartilham a opinião de que a Coreia do Norte fez este "vazamento" para que todo o mundo saiba que seu arsenal é muito mais avançado. De acordo com o colunista, isso significa que em breve haverá novos testes de mísseis norte-coreanos e que Pyongyang vai continuar aperfeiçoando suas armas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала