Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Times: conflito sobre vistos é exemplo típico da Guerra Fria entre Moscou e Washington

© Sputnik / Yevgenia Novozhenina / Abrir o banco de imagensPrédio da Embaixada dos EUA em Moscou
Prédio da Embaixada dos EUA em Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga no
De acordo com o jornal britânico The Times, o fato de os EUA terem suspenso a concessão de vistos não imigratórios aos nacionais russos é um passo típico da mentalidade da Guerra Fria.

Durante a confrontação americano-soviética era comum os países criarem diversos transtornos: isso fazia parte da tática empregada por ambos os lados, escreve o The Times. Assim, a decisão dos EUA de criar obstáculos, impedindo os russos de obterem vistos de turista para os EUA, relembra muito o período da contenda ideológica entre os dois regimes.

Antes do seu colapso há 26 anos, a União Soviética havia tentado tornar insuportável a vida dos ocidentais. Os primeiros a serem afetados eram os jornalistas, diplomatas e empresários. Os EUA e seus aliados respondiam reciprocamente.

A necessidade de garantir a segurança forçava a tomar uma série das medidas, tais como a vigilância de pessoas. Moscou se empenhava em espiar os cidadãos dos países ocidentais e suas famílias. Em Washington, Londres e outras capitais ocidentais os funcionários soviéticos também eram alvo de vigilância, embora essa não fosse tão rigorosa.

Interceptor de mísseis norte-americano - Sputnik Brasil
National Interest: Guerra Fria vai esfriar as cabeças, beneficiando a Rússia e os EUA
Contudo, as muitas restrições visavam criar dificuldades. Por exemplo, os funcionários das embaixadas e jornalistas tinham que avisar as autoridades soviéticas uma semana antes quando tinham a intenção de sair da capital. O pedido podia ser rejeitado sem explicação. As mesmas regras se aplicavam aos nacionais soviéticos no Ocidente, ressalta o jornal. No entanto, as restrições aplicadas aos cidadãos ocidentais eram imensuravelmente mais duras, na opinião dos autores do artigo. 

No intuito de intimidar os estrangeiros, a KGB (serviço secreto da URRS) recorria frequentemente à violência, causando danos à sua propriedade, por exemplo batia nos carros. Os serviços secretos ocidentais utilizavam métodos semelhantes, mesmo que ninguém o tivesse reconhecido formalmente.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала