Chanceler alemã: Berlim não apoiará automaticamente EUA em caso de guerra com Pyongyang

© AP Photo / Michael SohnChanceler da Alemanha Angela Merkel
Chanceler da Alemanha Angela Merkel - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Berlim não ficará automaticamente do lado de Washington em caso de conflito armado entre os EUA e a Coreia do Norte, afirmou a chanceler alemã Angela Merkel.

Militares sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul e EUA, cidade portuária de Pohang, Coreia do Sul, 7 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Coreia do Norte afirma que Seul e Washington deitam lenha no fogo com exercícios conjuntos
Merkel disse ao jornal Handelsblatt que ela não vê qualquer possibilidade de resolver a crise norte-coreana via ações militares e as considera absolutamente erradas.

A chanceler alemã sublinhou que é preciso fazer mais para lidar com o impasse e apelou ao uso de meios diplomáticos.

A situação na península da Coreia se agravou depois de o presidente norte-americano, Donald Trump, ter ameaçado a Coreia do Norte com "fogo e fúria". Pyongyang disse, por sua vez, que o país está disposto a desenvolver um plano de ataque com mísseis contra as bases militares norte-americanas na ilha de Guam. Ao mesmo tempo, os EUA e a Coreia do Sul começaram manobras conjuntas.

Das manobras de 10 dias, que estão atualmente em curso, tomam parte 17,5 mil militares norte-americanos e cerca de 50 mil militares sul-coreanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала