Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Senador McCain está rezando pelo USS John McCain

CC BY-SA 2.0 / Força Naval de Superfície / 170614-N-DL434-064O destróier USS John S. McCain (DDG 56) da Marinha dos EUA
O destróier USS John S. McCain (DDG 56) da Marinha dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga no
O destróier USS John McCain da Marinha dos Estados Unidos colidiu com um navio mercante perto da costa de Singapura na manhã desta segunda-feira, horário local.

Embate a popa

De acordo com a Sétima Frota, o acidente ocorreu às 6h24, entre o estreito de Malaca e Singapura.

As primeiras informações dão conta de que a embarcação militar teria ficado danificada. Há feridos.

"Até o presente momento, 10 marinheiros estão desaparecidos e cinco ficaram feridos", informou um comunicado da Sétima Frota da Marinha dos EUA.

Militar norte-americano a bordo do USS John S. McCain no Mar do Sul da China (Arquivo) - Sputnik Brasil
Após colisão de destróier dos EUA com navio mercante, 10 marinheiros desaparecidos
A outra embarcação envolvida na colisão foi identificada como o navio Alnic MC. Segundo informa a administração naval de Singapura, não há feridos entre os membros da tripulação do navio mercante, tendo este sofrido danos.

De acordo com o portal vesselfinder.com, o petroleiro Alnic MC foi construído em 2008, navega sob a bandeira da Libéria e havia deixado a Coreia do Sul rumo a Singapura.

O destróier norte-americano está se dirigindo para o porto. Foram iniciadas as buscas dos marinheiros desaparecidos. Na operação de salvamento participam também navios e helicópteros de Singapura e navios da Marinha dos EUA.

Um acidente "muito mau"

O presidente dos EUA, Donald Trump chamou esse acidente de "muito mau" e expressou seu apoio aos marinheiros.

​"Os pensamentos e preces vão para os marinheiros da Marinha dos EUA que ficavam a bordo do USS John McCain".

Ao comentar o acidente, o senador John McCain, herdeiro dos McCain em cuja homenagem o destroier foi batizado, escreveu no seu Twitter que está rezando pela tripulação do navio americano:

​"Minha esposa e eu estamos rezando pelos marinheiros do navio da Marinha [dos EUA] USS John McCain e agradecemos às tripulações de busca e salvamento pelo seu trabalho".

Segundo o comandante das operações marítimas militares da Marinha dos EUA, almirante John Richardson, atualmente o objetivo principal da frota é fazer tudo para que o navio e a tripulação fiquem em segurança.

O destróier USS John S. McCain (DDG 56) da Marinha dos EUA - Sputnik Brasil
Destróier dos EUA se choca com navio mercante no mar do Sul da China
Perda de confiança

Em 17 de junho um outro destróier norte-americano, o USS Fitzgerald, colidiu com o navio mercante filipino ACX Crystal a 20 quilômetros da costa do Japão. O incidente resultou na morte de sete marinheiros dos EUA, mais três ficaram feridos. Ambos os navios sofreram danos.

O comandante e dois oficiais sêniores do destróier norte-americano USS Fitzgerald foram dispensados de suas funções após a colisão do navio.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала