Coreia do Sul: exercícios conjuntos com EUA são rotina e não uma provocação

© AFP 2022 / JUNG YEON-JEO tanque norte-americano M1A2 durante exercícios conjuntos dos EUA e a Coreia do Sul na cidade fronteiriça de Yeoncheon, a nordeste de Seul, em 30 de maio de 2013
O tanque norte-americano M1A2 durante exercícios conjuntos dos EUA e a Coreia do Sul na cidade fronteiriça de Yeoncheon, a nordeste de Seul, em 30 de maio de 2013 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, declarou que as autoridades da Coreia do Norte não devem usar os exercícios militares conjuntos das tropas sul-coreanas e norte-americanas como um pretexto para provocações, informou a agência de notícias Yonhap.

Militares sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul e EUA, cidade portuária de Pohang, Coreia do Sul, 7 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Coreia do Norte afirma que Seul e Washington deitam lenha no fogo com exercícios conjuntos
Segundo o líder da Coreia do Sul, o seu país não busca a escalação das tensões na península da Coreia.

"São exercícios anuais de caráter defensivo…Não buscamos de forma alguma a escalação das tensões na península da Coreia", citou a agência as palavras do presidente.

A Coreia do Sul e os EUA planejam realizar as manobras conjuntas Ulchi Freedom Guardian de 21 a 31 de agosto.

Cerca de 50 mil militares sul-coreanos e 17,5 mil militares norte-americanos participarão das manobras.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала