Polícia da Turquia prende mais de 30 suspeitos de ligação com o PKK

© AP Photo / Ibrahim UstaCurdos com bandeiras do PKK em Istambul, Turquia
Curdos com bandeiras do PKK em Istambul, Turquia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Agentes do escritório de contraterrorismo da Turquia prenderam 34 pessoas por suspeitas de terem ligação com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), considerado uma organização extremista por Ancara.

Soldados turcos patrulham uma rodovia na província de Sirnak, de população majoritariamente curda - Sputnik Brasil
Forças da Turquia eliminam militantes do PKK no leste do país
As autoridades informaram que as detenções realizadas nesta terça-feira foram parte de uma grande operação, abrangendo três províncias do país.

De acordo com a agência Anadolu, 24 suspeitos foram detidos em Mersin, sob a acusação de recrutar membros para um grupo terrorista e "organizar protestos de rua provocativos". Ao mesmo tempo, outros seis foram presos em Manisa, acusados de fazer propaganda do PKK nas redes sociais. E, por último, mais quatro foram detidos durante buscas na província de Diyarbakir. 

Ainda segundo o órgão de mídia turco, parte dos detidos em Mersin seriam membros do Partido Democrático dos Povos, que, embora legalmente reconhecido, é frequentemente acusado de estar diretamente ligado ao PKK. 

Além das prisões, os agentes também relataram ter encontrado uma grande quantidade de produtos químicos que poderiam ser utilizados na fabricação de explosivos. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала