'Fogo e fúria': o que pode desencadear uma guerra nuclear na península da Coreia?

© REUTERS / KCNA Lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-12 (29 de julho, 2017)
Lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-12 (29 de julho, 2017) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Donald Trump faz aumentar o risco de um possível conflito militar, ameaçando a Coreia do Norte e prometendo "fogo e fúria" a Pyongyang. Esta é a conclusão da mídia norte-americana.

Senate intelligence committee chair, Sen. Diane Feinstein, D-Cal., speaking at Capitol Hill. - Sputnik Brasil
Senadora americana ataca Trump por suas ameaças à Coreia do Norte
"A maior ameaça ligada à Coreia do Norte não vem dos mísseis com ogivas nucleares capazes de atacar a parte continental dos EUA, mas sim de Washington, que inadvertidamente pode desencadear uma guerra nuclear na península da Coreia", escreve o jornal Político citando o especialista em energia nuclear Siegfried Hecker, que visitou diversas vezes a Coreia do Norte.

O jornal The National Interest também escreve sobre o perigo de uma "segunda Guerra Coreana".

"Um conflito na península da Coreia resultante de ações militares preventivas dos EUA…. terá consequências destruidoras para Washington e seus aliados na região", indica Donald Manzullo.

John McCain, senador dos EUA - Sputnik Brasil
Senador McCain sobre ameaças de Trump à Coreia do Norte: está sempre exagerando tudo
Ele também destacou que, mesmo que Pyongyang não consiga utilizar armas nucleares, o país poderá atingir com mísseis comuns as centenas de milhares de militares e civis norte-americanos que atualmente se encontram na Coreia do Sul e nos EUA.

Trump afirmou no dia 8 de agosto que a Coreia do Norte enfrentaria "fogo e fúria como o mundo nunca viu" caso o país prossiga com suas ameaças aos Estados Unidos.

A Coreia do Norte ameaçou em resposta lançar um ataque nuclear contra a base militar americana na ilha de Guam, no Oceano Pacífico.

Os moradores da ilha partilham suas preocupações com o ABC NEWS, dizendo que receiam tornar-se alvo dos mísseis norte-coreanos.

Teste de míssil norte-coreano Hwasong-12 - Sputnik Brasil
Coreia do Norte reage às ameaças de Trump e cogita 'seriamente' atacar área dos EUA
"Estou um pouco preocupado. Será que isso na verdade pode acontecer?", exclama Cecil Chugrad, um condutor de ônibus de 37 anos de idade.  Ele adicionou que está preocupado com seu filho e que quer se mudar da ilha.

Na terça-feira (8), o jornal The Washington Post informou, citando dados da inteligência estadunidense, que os norte-coreanos conseguiram elaborar ogivas nucleares para equipar seus mísseis. Assim, Pyongyang atingiu a fase crucial no caminho para se tornar uma potência nuclear.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала