Guerra vem aí? Trump alerta Coreia do Norte: 'Se nos ameaçarem, receberão fogo e fúria'

© AP Photo / Matt RourkePresidente dos EUA Donald Trump
Presidente dos EUA Donald Trump - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente norte-americano Donald Trump afirmou nesta terça-feira que a Coreia do Norte “vai receber fogo e fúria como o mundo nunca viu” se voltar a ameaçar os Estados Unidos novamente.

“É melhor a Coreia do Norte não fazer mais nenhuma ameaça aos Estados Unidos. Eles irão receber fogo e fúria como o mundo nunca viu”, disse o republicano, em entrevista a jornalistas no seu clube de golfe em Bedminster, no estado americano de Nova Jersey.

""Ele [Kim Jong-un] tem sido muito ameaçador além de um estado normal, e como eu disse que eles irão receber o fogo e a fúria e, francamente, o poder, como esse mundo nunca viu antes", emendou.

Mais cedo, o governo norte-coreano ameaçou tomar medidas “físicas” contra as mais recentes sanções econômicas impostas ao país asiático. No sábado, o Conselho de Segurança da ONU aprovou duras medidas que podem custar US$ 1 bilhão a Pyongyang.

Soldado sul-coreano passa por uma TV que transmite uma reportagem a respeito do mais recente teste com mísseis da Coreia do Norte. Dia 7 de junho de 2017 - Sputnik Brasil
Assessor da Casa Branca: Coreia do Norte 'não deve testar' paciência de Trump

“Eles devem entender que a Coreia do Norte tomará passos estratégicos severos, inclusive ações físicas, mobilizando todas as potências da nação”, diz o comunicado divulgado pela agência de notícias estatal KCNA.

As tensões entre os dois países não parecem estar nem um pouco próximas de um arrefecimento. Embora o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, tenha dito no fim de semana, em visita à Ásia, que a Casa Branca toparia conversar com Pyongyang “sob as condições certas”, elas dificilmente ganharão tração na Coreia do Norte.

Se os EUA exigem o congelamento e posterior desmantelamento do programa nuclear da Coreia do Norte, o regime de Kim Jong-un demanda o fim das hostilidades, das sanções e dos exercícios militares no mar do Japão (também conhecido como mar do Leste). E nenhum dos lado parece disposto a ceder.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала