Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

NASA testará sistema de defesa contra asteroides pela primeira vez (FOTOS)

CC BY 3.0 / Fotolia / Um asteroide aproxima-se da Tierra
Um asteroide aproxima-se da Tierra - Sputnik Brasil
Nos siga no
A agência espacial dos Estados Unidos (NASA, na sigla em inglês) irá testar no próximo mês de outubro, pela primeira vez, o seu sistema de defesas contra asteroides. E será contra um corpo celeste real, que passará próximo da Terra.

O asteroide em questão estará a 4.800 quilômetros do nosso planeta e, assim, não representa nenhuma ameaça real. Contudo, é uma oportunidade considerada boa demais para os cientistas não colocarem as defesas à prova.

De acordo com anúncio feito pela Universidade do Arizona (EUA), a Oficina de Coordenação da Defesa Planetária da NASA realizará o teste no próximo dia 12 de outubro. O alvo será o asteroide 2012 TC4.

“Como estamos preparados para a próxima ameaça cósmica?” é a pergunta que os cientistas esperam ver respondida com o teste no espaço, de acordo com Vishnu Reddy, professor de Ciências Planetárias do Laboratório Planetário e Lunar da Universidade do Arizona.

“Este é um esforço coletivo que envolve mais de uma dezena de observatórios, universidades e laboratórios de todo o mundo, para que possamos aprender coletivamente as fortalezas e limitações de nossas capacidades de defesa planetária”, completou Reddy, segundo o site oficial da NASA.

Foto mais recente dos mares de Titã tirada pela sonda Cassini - Sputnik Brasil
NASA detecta moléculas necessárias à vida em satélite de Saturno (VÍDEO)

Assim, o objetivo é tratar o asteroide 2012 TC4 como uma ameaça real, com potencial de impacto, para colocar em funcionamento um sistema de observações, previsões e comunicações.

Encarregado de observações do asteroide, Michael Kelley explicou que os cientistas terão uma boa oportunidade para “fazer preparativos e compilar dados para qualificar e aprender o máximo possível”.

O corpo celeste que será usado no teste possui um tamanho entre 9,15m e 30,5m, similar ao que o que explodiu na região russa de Chelyabinsk em 15 de fevereiro de 2013.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала