Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA enviarão 12 caças F-16 à Coreia do Sul

© AP Photo / Alik KepliczCaças F-16, foto de arquivo
Caças F-16, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Força Aérea dos EUA anunciou que enviará 12 caças F-16 Fighting Falcon para uma base aérea situada a cerca de 180 quilômetros de Seul no âmbito do seu "empenho permanente na estabilidade e segurança regional".

Imagem do Hwasong-14, míssil que a Coreia do Norte afirma ser de longo alcance (intercontinental), em teste realizado em 4 de julho de 2017 - Sputnik Brasil
Após 2° teste com ICBM norte-coreano, EUA e Coreia do Sul discutem opção militar
"Cerca de 200 pilotos e 12 aviões F-16 Fighting Falcon da esquadrilha 176 da Guarda Nacional Aérea do Wisconsin estão preparando para se mudarem para a base aérea de Kunsan, República da Coreia, por quatro meses em sistema de rotação", lê-se no comunicado da Força Aérea norte-americana.

Os pilotos e os aviões chegarão a Kunsan em agosto e vão treinar no Pacífico. Segundo o comunicado, os EUA realizarão avaliações e transferências de rotina das forças para assegurar a existência das capacidades necessárias para cumprir suas obrigações nas regiões do Índico e da Ásia-Pacífico.

"Estes posicionamentos mostram o empenho constante dos EUA no cumprimento das responsabilidades de segurança em todo o Pacífico Ocidental e da manutenção de paz na região", explica a nota de imprensa.

As tensões se agravaram na Península da Coreia após o anúncio de Pyongyang em 28 de julho sobre o lançamento bem-sucedido de um míssil balístico intercontinental, o segundo neste mês.

Soldados sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios conjuntos na cidade de Pohang, Coreia do Sul, 6 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
China: Coreia do Norte e EUA são os responsáveis pela situação na região
De acordo com o comunicado oficial, o míssil voou cerca de 998 quilômetros, atingindo uma altitude de quase 3.725 quilômetros, e caiu no mar do Japão (também conhecido como mar do Leste) cerca de 47 minutos após o lançamento.

Segundo os especialistas norte-americanos, disparado a partir de um ângulo normal, o míssil poderá ameaçar cidades norte-americanas como Los Angeles, Denver e Chicago.

Entretanto, o Ministério da Defesa russo indicou que o míssil balístico testado pela Coreia do Norte é de alcance intermediário e não intercontinental, tal como era o de 4 de julho.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала