Moscou e Pequim se aproximam: como o Ocidente olha para a flotilha chinesa no Báltico?

© Sputnik / Igor Zarembo / Abrir o banco de imagensTripulação da fragata chinesa Yuncheng participa de cerimônia em Baltiysk, durante os exercícios conjuntos com a Marinha da Rússia, Cooperação Marítima 2017
Tripulação da fragata chinesa Yuncheng participa de cerimônia em Baltiysk, durante os exercícios conjuntos com a Marinha da Rússia, Cooperação Marítima 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A presença de navios chineses no Desfile da Marinha em São Petersburgo e nos exercícios conjuntos sino-russos no mar Báltico levou a mídia ocidental a falar sobre a crescente cooperação militar entre a Rússia e a China.

Vladimir Putin assiste o Desfile Naval Principal da Marinha da Rússia, 30 de julho de 2017 - Sputnik Brasil
Putin recebe Desfile Naval Principal da Marinha da Rússia (FOTOS)
Na cidade russa de Vladivostok também decorreu um desfile da Marinha, no qual participaram, como observadores, fuzileiros navais da China, que haviam chegado à cidade para tomar parte das competições militares internacionais que decorrem na região.

Do desfile principal em São Petersburgo tomaram parte pela primeira vez navios de guerra chineses – o destróier Hefei, a fragata Yuncheng e o navio de abastecimento Lomahu. O jornal New York Times considera o evento como uma intenção "de sublinhar a parceria estratégica entre a China e a Rússia".

As tripulações chinesas e russas realizaram recentemente os exercícios conjuntos Cooperação Marítima 2017 no Báltico.

O alargamento da cooperação naval entre a China e a Rússia levou um observador do The National Interest a perguntar se é possível que os países assumam formalmente uma aliança. Mas os especialistas acham que tal é pouco provável.

Militares chineses durante treinamentos, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Opinião: em caso de guerra, China combaterá do lado da Rússia
"Uma aliança completa prevê a obrigação escrita de ajuda mútua em caso de um conflito militar. No futuro próximo a assinatura de tal acordo é pouco provável, mas o nível real de cooperação militar entre dois países corresponde atualmente ao nível de cooperação entre aliados", explica o especialista da Escola Superior de Economia (Rússia), Vasily Kashin.

O fato de a Rússia e a China não formarem um bloco militar foi ressaltado na quinta-feira (27) pelo líder russo, Vladimir Putin. Segundo o presidente, este é simplesmente um ótimo exemplo de cooperação em qualquer região para outros países do mundo.

"A Rússia e a China se aproximam para contestar o domínio global de Washington", ressalta o autor de National Interest. Uma parte da responsabilidade por isso cabe à política externa que Washington tem realizado durante os últimos 25 anos.

Também houve declarações sobre "a ameaça" que os exercícios representariam. Assim, o The Telegraph britânico considera os exercícios no Báltico como “uma advertência” para o Reino Unido e seus aliados na OTAN.

Chefe da empresa ExxonMobil, Rex Tillerson, durante o encontro com o então primeiro-ministro (agora presidente) da Rússia, Vladimir Putin, na residëncia em Novo-Ogarevo, abril de 2012 - Sputnik Brasil
Rússia e China são responsáveis pela ameaça norte-coreana, diz Tillerson
A fase ativa das manobras russo-chinesas Cooperação Marítima 2017 decorreu no mar Báltico entre 24 e 27 de julho. Foi a primeira vez na história que a Marinha chinesa realizou exercícios no mar Báltico. Do grupo naval chinês faziam parte o destroier de mísseis Changsha, a fragata Yuncheng e o navio de abastecimento Lomahu.

No total, das manobras militares participaram cerca de dez navios de classes diferentes, mais de dez aviões e helicópteros dos dois países.

O objetivo principal dos treinamentos foi aumentar a eficiência da cooperação entre as Marinhas da Rússia e da China e treinar ações conjuntas contra ameaças à segurança dos dois países. De acordo com as partes, as manobras conjuntas não representaram ameaça a ninguém, demonstrando a alta potencialidade da cooperação entre os dois países na área de defesa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала