'Bandeira branca, amor': Maduro propõe reconciliação com oposição venezuelana

Nos siga noTelegram
Nicolas Maduro propôs conversas de reconciliação para a oposição, depois que os legisladores decidiram prosseguir com um protesto planejado contra a votação legislativa deste fim-de-semana.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs na quinta-feira conversas de reconciliação para a desafiadora oposição depois de ter prometido prosseguir com um protesto planejado contra a votação legislativa deste fim-de-semana.

"Eu proponho que a oposição política da Venezuela abandone o seu caminho de insurreição, volte à Constituição e estabeleça nas horas antes da eleição para a assembléia constituinte nacional uma tabela para diálogo, acordo nacional e reconciliação", disse Maduro em um discurso televisionado.

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com uma cópia da Constituição - Sputnik Brasil
Ministério Público da Venezuela pede anulação dos decretos de Maduro sobre Constituinte
O ministro do Interior, Nestor Luis Reverol, vetou os protestos de rua de sexta-feira até a próxima terça-feira, quando a nação se prepara para votar por um corpo legislativo que vai reescrever a Constituição. A Mesa Redonda da Unidade Democrática, um partido de oposição, disse que manteria uma manifestação em massa na sexta-feira.

Mais de uma centena de pessoas morreram em violência relacionada a protestos na Venezuela desde o início de abril. A promotoria confirmou quinta-feira que um adolescente de 16 anos havia sucumbido a um ferimento por bala durante os protestos de quarta-feira em Caracas, fazendo o número de mortos subir para cinco em apenas cinco dias

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала