Rússia rechaçará reformas da ONU que ignorem interesses de países africanos

© AP Photo / Seth WenigConselho de Segurança da ONU
Conselho de Segurança da ONU - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia não apoiará propostas de reforma do Conselho de Segurança da ONU que não levem em conta os interesses dos países africanos. A declaração é do ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, durante um encontro com o chanceler de Sierra Leona, Samura Kamara.

"Apoiamos de forma consistente a necessidade de assegurar os interesses da África no contexto dos debates sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU, asseguro-lhe que a Rússia não apoiará propostas de reforma do Conselho de Segurança que ignorem os interesses dos países africanos", disse o chanceler russo.

Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov - Sputnik Brasil
Lavrov qualifica como ilegal possível instalação de bases militares dos EUA na Síria
Anteriormente, o vice-embaixador da Rússia na ONU, Vladimir Safronkov, disse que Moscou apoia a ideia de que a Ásia, a América Latina e a África contem com maior representação na agência das Nações Unidas, sem que essa medida afete sua capacidade de reagir de maneira operativa aos novos desafios que aparecem.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas é composto por 15 membros, sendo que cinco são membros permanentes (Rússia, China, EUA, Reino Unido e França), e dez são rotativos. 

Japão, Alemanha, Índia e Brasil estão entre os países que pleiteiam a reforma da organização para conseguir uma vaga no Conselho como membros permanentes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала