Chanceler alemão defende o levantamento das sanções contra a Rússia em entrevista

Nos siga noTelegram
Esperar a implementação absoluta dos acordos de Minsk é impossível e a União Europeia deve abandonar gradualmente as sanções contra a Rússia para promover o processo de paz, afirmou o ministro alemão das Relações Exteriores, Sigmar Gabriel, nesta terça-feira (18).

"De acordo com a decisão da União Europeia, os acordos de Minsk devem ser implementados em 100% antes que as sanções [contra a Rússia] possam ser levantadas em 100%. Eu acho que não é realista. Seria certo remover gradualmente as sanções para mostrar que devemos caminhar em direção à paz", disse Gabriel em entrevista à revista Focus.

Vladimir Putin, Presidente da Rússia, e Angela Merkel, Chanceler da Alemanha - Sputnik Brasil
'Revirada de olho' de Merkel a Putin repercute nas redes sociais
O chanceler também defendeu uma nova postura na política internacional em relação à Rússia. "Apesar do fato de que há muitas razões contra isso agora, eu defendo a nova política oriental e a política de resolução de tensões", observou o ministro das Relações Exteriores alemão.

Quando perguntado sobre seus frequentes encontros com o presidente russo, Vladimir Putin, Gabriel afirmou que o motivo das reuniões é a ampla quantidade de pautas a serem discutidas. Ele também indicou que espera que haja mais encontros informais com o líder russo, mas acrescentou que a crise ucraniana deve ser resolvida antes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала