Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Vladimir Putin, o presidente mais cavalheiro do mundo (FOTOS, VÍDEOS)

© Sputnik / Evgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensPresidente da Rússia Vladimir Putin e presidente da Argentina Cristina Kirchner durante reunião em Moscou, 23 de abrill, 2015
Presidente da Rússia Vladimir Putin e presidente da Argentina Cristina Kirchner durante reunião em Moscou, 23 de abrill, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, é popular entre as mulheres graças ao seu carisma e inteligência. Sputnik apresenta a lista de políticas e primeiras-damas que não puderam resistir à cortesia do líder russo.

Cristina Kirchner

A ex-presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, sempre qualificou Putin como um "líder global nos olhos de todo o mundo". Em 2014, o presidente russo viajou para Buenos Aires, em visita oficial. Um ano depois, a presidente argentina visitou Moscou. Durante as reuniões, realizadas no Kremlin, o político russo serviu água para a líder latino-americana, algo que viralizou nas redes sociais.

Além disso, durante uma videoconferência entre Putin e Kirchner, realizada na véspera das eleições presidenciais argentinas em 2015, o presidente russo elogiou uma dança que Kirchner interpretou para apoiar o candidato à presidência Daniel Scioli.

"Esta dança decorou a paisagem política de seu país. Você fez isso perfeitamente e de forma muito elegante, acho que foi uma dança completamente ao estilo argentino", disse Putin.

Melania Trump

Durante a cúpula do G20, realizada nos dias 7 e 8 de julho, na cidade alemã de Hamburgo, a primeira-dama norte-americana, Melania Trump, não só se reuniu com Putin, mas também o acompanhou durante o jantar realizado no quadro da cúpula. A esposa de Donald Trump se sentou à esquerda do líder russo, enquanto que o presidente norte-americano, que se encontrava no outro lado da mesa, longe de sua esposa, nem podia ouvir de que falavam Putin e Melania.

Segundo declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, os dois discutiram os desafios enfrentados pelas mulheres em vários aspectos da vida. Além disso, ressaltou haver "uma certa simpatia entre ambos".

Angela Merkel

Em 2006, durante a visita da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, à cidade russa de Sochi, o presidente russo levou seu labrador preto, Koni, para a reunião com chanceler. No entanto, a representante alemã não ficou muito contente com a surpresa por ter medo de cachorros. Merkel foi atacada por um em 1995.

© Sputnik / Dmitry AstakhovChanceler da Alemanha Angela Merkel e presidente da Rússia Vladimir Putin durante um encontro na residência em Sochi Bocharov Ruchei
Chanceler da Alemanha Angela Merkel e presidente da Rússia Vladimir Putin durante um encontro na residência em Sochi Bocharov Ruchei - Sputnik Brasil
Chanceler da Alemanha Angela Merkel e presidente da Rússia Vladimir Putin durante um encontro na residência em Sochi Bocharov Ruchei

Dez anos depois, Putin assegurou em entrevista ao jornal Bild que "simplesmente queria fazer algo bonito para ela", acrescentando que "quando descobri que ela não gostava de cachorros, claro que pedi desculpas".

No entanto, sete anos após o incidente, o presidente russo cobriu Angela com uma manta durante a cúpula do G20, realizada na cidade russa de Vladivostok. Quanto à última reunião dos líderes do grupo, Putin declarou que Merkel é uma "anfitriã hospitaleira".

Primeira-dama da China

No entanto, esta não é a primeira vez que Putin faz este gesto com uma mulher que tem frio. Por exemplo, na cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC) de 2014, realizado em Pequim, o líder russo tentou cobrir com uma manta a primeira-dama da China, Peng Liyuan. No entanto, ela recusou imediatamente o xale.

© REUTERS / StringerVladimir Putin com primeira-dama chinesa, Peng Liyuan
Vladimir Putin com primeira-dama chinesa, Peng Liyuan - Sputnik Brasil
Vladimir Putin com primeira-dama chinesa, Peng Liyuan

O gesto de Putin causou polêmica nas redes sociais chinesas, já que tal comportamento é contrário às tradições do país asiático. Todas as imagens foram apagadas dos provedores chineses.

"Tradição ou não, mulher ou não mulher, o frio é igual para todos. O fato de que lhe foi oferecida o xale é um comportamento normal que qualquer um o faria", explicou, por sua vez, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

No entanto, muitos usuários das redes sociais chinesas, em sua maioria, mulheres, elogiaram o gesto de Putin.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала