Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Principal templo de Israel reabre 2 dias depois do ataque terrorista

© AP Photo / Sebastian Scheiner / Abrir o banco de imagensMonte do Templo, na Cidade Velha de Jerusalém
Monte do Templo, na Cidade Velha de Jerusalém - Sputnik Brasil
Nos siga no
As autoridades de Israel restabeleceram o acesso ao Monte do Templo, que fica na Cidade Antiga. Dois dias atrás o acesso fora restringido devido a um ataque mortal contra os agentes policiais. Mas, como a polícia de Israel disse na sexta-feira, a comunidade muçulmana expressou o seu protesto contra as medidas de segurança reforçadas.

Na sexta-feira passada, dois agentes policiais israelenses morreram e um terceiro foi ferido depois de três atacantes armados desencadearem um tiroteio dentro do Monte do Templo. A polícia perseguiu os atacantes e eliminou-os. Logo em seguida, o local foi fechado para visitantes e pesquisadores.

"Perto de 200 muçulmanos chegaram ao Monte do Templo para participar na oração da tarde", disse o Serviço de Imprensa da polícia israelense.

Os fiéis do Islã confiam na Waqf (a administração islâmica do Monte do Templo), que chama os muçulmanos a não passarem pelos detectores de metal instalados pela polícia de Israel.

"Os líderes da Waqf chamaram os fiéis a não passarem pelos detectores de metal. Isto atrasa a abertura das portas do Monte do Templo. Alguns dos fiéis passaram, apesar das chamadas da Waqf", escreveu o ministro israelense da Segurança Pública na sua página do Twitter.

Vista da cidade de Jerusalém - Sputnik Brasil
Ataque armado deixa 3 feridos em Jerusalém (FOTOS, VÍDEO)
O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu afirmou que a polícia continuaria a exigir a passagem pelos detectores de metal. A polícia de Israel instalou também câmeras para monitorar a situação no local.

O Monte do Templo permanece sob a administração autônoma da Waqf e apenas os seguidores do Islã podem rezar no local, enquanto os representantes de outras religiões têm possibilidade de visitá-lo livremente. Os eventos, relacionados com o Monte do Templo e mesmo os rumores sobre alegados planos de Israel de restaurar a presença de judeus no local já viraram muitas vezes o catalisador da escalação do conflito no Oriente Médio com muitas vitimas por ambos os lados.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала