Debate sobre decapitação do Daesh termina em pancadaria no Líbano (VÍDEO)

© Foto / Reprodução / YouTubeAhmad Shlash, um ex-parlamentar sírio aliado do presidente Bashar Assad, e Bilal Daqmaq, um religioso libanês crítico de Assad, brigam durante programa da TV libanesa que discutia ações do Daesh
Ahmad Shlash, um ex-parlamentar sírio aliado do presidente Bashar Assad, e Bilal Daqmaq, um religioso libanês crítico de Assad, brigam durante programa da TV libanesa que discutia ações do Daesh - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A selvageria característica das ações do grupo terrorista Daesh também foi registrada em um programa de TV no Líbano, que tratava justamente de atitudes como as decapitações que fizeram a fama dos terroristas pelo mundo.

Tudo aconteceu durante o programa ‘Bel Moubashar’, da rede libanesa OTV. De um lado estava Ahmad Shlash, um ex-parlamentar sírio aliado do presidente Bashar Assad, e de outro estava Bilal Daqmaq, um religioso libanês crítico de Assad.

Pouco depois do início do debate, o apresentador Rawad Daher expressou condolências a Shlash e sua família, uma vez que um dos seus primos foi decapitado por membros do Daesh. A escalada da tensão se deu quanto o apresentador questionou Daqmaq, questionando se ele também gostaria de prestar homenagens.

A polícia federal iraquiana comemora em Mossul ocidental. - Sputnik Brasil
ONU: libertação de Mossul é um marco na luta contra Daesh

O religioso libanês disse então que suas condolências se estendiam ao total do “povo sírio assassinado por qualquer pessoa”, quando foi interrompido por Shlash, que queria saber se tais homenagens incluíam a ele e sua família ou não.

Daqmaq respondeu que “não é seu assunto”, o que gerou uma forte reação do partidário sírio de Assad. Além de ofensas, os dois partiram para a briga, até que a “turma do deixa disso” chegou para separar os dois homens.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала