Encontro entre líderes de Rússia, Alemanha e França dá fôlego à solução da crise ucraniana

© REUTERS / Tobias SCHWARZ, PoolO presidente francês, Emmanuel Macron, o presidente russo, Vladimir Putin, e a chanceler alemã, Angela Merkel, no âmbito da cúpula do G20, em 8 de julho de 2017
O presidente francês, Emmanuel Macron, o presidente russo, Vladimir Putin, e a chanceler alemã, Angela Merkel, no âmbito da cúpula do G20, em 8 de julho de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em resultado do encontro trilateral entre os líderes russo, francês e alemã, que teve lugar hoje (8) nas margens da cúpula no G20, há entendimento que se deve preparar a agenda para uma conversa telefônica no "formato de Normandia", afirmou o porta-vos do presidente da Rússia, Dmitry Peskov.

Artilharia ucraniana perto de Debaltsevo, Donbass, 17 de fevereiro 2015 - Sputnik Brasil
Donbass: forças de segurança ucranianas concentraram artilharia na linha de contato
"Há o entendimento que é preciso elaborar a agenda para mais uma conversa telefônica no 'formato de Normandia'", afirmou Peskov, falando sobre os resultados da reunião entre Putin e Trump e do café da manhã de trabalho que contou com a participação de Vladimir Putin, Angela Merkel e Emmanuel Macron.

"Há o entendimento que se deve empreender medidas efetivas que possam levar a um verdadeiro cessar-fogo na linha do contato e garantir a retirada dos armamentos pesados. Neste sentido, há cooperação e consenso completos", sublinhou.

"Além disso, no decorrer do café da manhã se deu uma troca de opiniões sobre onde estamos na questão da solução da crise ucraniana. Foi constatada uma séria estagnação na realização dos acordos de Minsk", resumiu.

Em abril de 2014, as autoridades ucranianas iniciaram uma operação militar contra as autoproclamadas repúblicas de Lugansk e Donetsk que tinham declarado sua independência após o golpe de Estado ucraniano em fevereiro de 2014.

De acordo com os dados mais recentes da ONU, o conflito causou mais de 10 mil vítimas. A questão da regulação da situação em Donbass está sendo discutida, inclusive no decurso dos encontros do grupo de contato em Minsk, que desde setembro de 2014 já aprovou três documentos que estabelecem as medidas para a desescalada do conflito. Porém, mesmo tendo sido aprovados acordos de cessar-fogo, os bombardeios continuam entre ambas as partes do conflito.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала