Imãs europeus iniciam 'tour pela paz' em cidades europeias atacadas por terroristas

© REUTERS / Marko DjuricaPeople lay flowers after a vigil to remember the victims of the attack on London Bridge and Borough Market, at Potters Field Park, in central London, Britain, June 5, 2017.
People lay flowers after a vigil to remember the victims of the attack on London Bridge and Borough Market, at Potters Field Park, in central London, Britain, June 5, 2017. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os imãs muçulmanos estão marchando e rezando contra o terrorismo na Europa, condenando o extremismo cometido em nome da religião.

Trazendo uma mensagem de paz, cerca de 60 imãs muçulmanos, com sede em vários países da Europa, embarcaram em um passeio de ônibus por todo o continente, visitando cidades que foram afetadas por ataques terroristas. Ao condenar a violência extremista e o fundamentalismo religioso armado, os imãs procuram compartilhar sua mensagem de um islã pacífico, de acordo com a Deutsche Welle.

Presidente da França, François Hollande, e primeira-ministra da Grã-Bretanha, Theresa May, participam de coletiva de imprensa - Sputnik Brasil
Theresa May: 'Londres e Paris combaterão terrorismo juntos mesmo após o Brexit'
A turnê, chamada de "Marcha dos Muçulmanos contra o Terrorismo", começou em Paris no sábado com orações na Champs-Élysées, onde um policial foi morto no início deste ano por um militante islâmico.

Buscando mudar os corações e as mentes de jovens homens e mulheres muçulmanos na Europa que possam estar encabeçados num caminho de violência, os imãs estão condenando o uso de crenças religiosas para justificar ações violentas. Eles vão rezar no domingo na Igreja Memorial Imperador Guilherme, onde, em dezembro de 2016, um extremista muçulmano dirigiu um caminhão para um mercado de Natal, matando 12 e ferindo dezenas. Eles também estão programados para rezar nos locais de ataques terroristas recentes em Bruxelas, Toulouse e Nice, completando sua jornada em 14 de julho, dia da Bastilha, em Paris.

Ao refutar os fundamentalistas religiosos violentos, em particular os militantes do Daesh, um imã parte da tour afirmou no domingo: "É importante que os muçulmanos possam se expressar para dizer que minha religião não tem nada a ver com esses bárbaros ".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала