Rodada de negociação pela reunificação do Chipre falhou, admite Guterres

CC0 / Pixabay / Bandeiras da Grécia e do Chipre
Bandeiras da Grécia e do Chipre - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma nova rodada de negociações de paz sobre a divisão do Chipre terminou sem sucesso, anunciou o secretário-geral da ONU, António Guterres, na sexta-feira (7).

"Lamento profundamente informá-los que, apesar do compromisso e do empenho muito forte de todas as delegações e diferentes partes… a Conferência sobre o Chipre foi encerrada sem que seja alcançado um acordo", disse Guterres em comunicado.

Nicósia, capital de Chipre - Sputnik Brasil
May e Erdogan concordam sobre necessidade de resolver questão de Chipre
A conferência em Crans Montana, na Suíça, contou com a presença de delegações da Grécia e da República Turca do Chipre do Norte, enviados da Grécia, Turquia, Reino Unido e observadores da União Européia e da ONU.

Guterres disse que um acordo não era "possível", mas isso não significava que outras iniciativas não pudessem ser desenvolvidas. Ele acrescentou que há diferenças entre as delegações em uma série de questões, mas sem especificá-las.

O Chipre está dividido há mais de 40 anos.

Em 1983, os cipriotas turcos declararam a República Turca do Chipre do Norte (RTNC). Eles alegaram que o movimento os protegeria dos ataques de gregos cipriotas apoiados por Atenas.

A comunidade internacional considera a RTNC, reconhecida apenas pela Turquia, como parte da República de Chipre.

Já os cipriotas gregos consideram a presença de tropas turcas no Chipre uma ameaça e revindicam sua retirada total, mas o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, descartou a medida. São cerca de 35 mil soldados turcos na ilha.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала