Número de vítimas mortais durante manifestações na Venezuela sobe para 91

© REUTERS / Carlos Garcia RawlinsProtestos da oposição na venezuela, em 3 de maio de 2017
Protestos da oposição na venezuela, em 3 de maio de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério Público da Venezuela confirmou a morte do jovem Engelbert Duque durante uma manifestação de oposição na localidade de Táriba, estado de Táchira, o que eleva a 91 o número de mortes nos protestos que começaram em abril passado.

O homem faleceu no meio dos confrontos entre manifestantes e funcionários da Guarda Nacional.

No momento, o Ministério Público não especificou os detalhes da morte, apenas se sabe que o jovem foi ferido e transportado ao hospital mais próximo, aonde chegou já sem sinais de vida.

Mais cedo, na terça-feira (4), a chefe do Ministério Público da Venezuela, Luisa Ortega, informou em uma coletiva de imprensa que as manifestações tinham vitimado 90 pessoas.

"Noventa pessoas morreram até hoje; temos 4.658 processados, não somente pelas mortes e ferimentos, mas também por danos à propriedade pública e privada", disse.

No fim de junho a oposição venezuelana chamou à desobediência civil após a decisão do presidente Nicolás Maduro de reunir a Assembleia Nacional Constituinte (ANC), pois consideram que esta foi convocada de maneira "ilegal".

Participante de uma manifestação na Venezuela - Sputnik Brasil
'Precisam de uma ação mais forte para derrubar governo venezuelano'
Os protestos na Venezuela começaram no mês de abril e, desde então, têm sido registradas situações de caos e violência no país, que deixaram 91 mortos, entre os quais se encontram opositores, agentes das forças de segurança e transeuntes, bem como mais de 1.400 feridos.

O governo responsabiliza a oposição pelas vítimas, assegurando que há setores radicais aliados a bandos criminosos que procuram denegrir o governo e promover uma intervenção.

Por sua parte, a oposição assegura que existem grupos paramilitares, aliados ao governo, que reprimem as mobilizações junto aos corpos de segurança para assustar os manifestantes e conter os protestos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала