Ex-ministro da Defesa da Ucrânia ameaçou a Rússia com atentados terroristas

© REUTERS / Valentyn OgirenkoInvestigators work at the scene of a car bomb explosion which killed Maxim Shapoval, a high-ranking official involved in military intelligence, in Kiev, Ukraine, June 27, 2017.
Investigators work at the scene of a car bomb explosion which killed Maxim Shapoval, a high-ranking official involved in military intelligence, in Kiev, Ukraine, June 27, 2017. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-ministro da Defesa da Ucrânia, Anatoliy Gritsenko, disse Kiev deve provocar atentados em Moscou, se for provada a participação da Rússia em atentados na Ucrânia.

Kiev, Ucrânia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Carro com militar explode em Kiev (FOTO)
"Para cada carro que explodir em Kiev ou Mariupol devemos explodir outros dois em Taganrog ou Moscou", disse o político em entrevista à emissora 112.

No dia 27 de junho, explodiu o veículo do funcionário do Serviço de inteligência do ministério da Defesa da Ucrânia, coronel Maksim Shapoval. As autoridades abriram um processo, no qual classificaram o incidente como atentado terrorista.

O deputado ucraniano Anton Gerashenko acusou os serviços secretos russos da morte de Shapoval, sem apresentar nenhuma prova, no entanto.

No fim do mês de março, um funcionário do Serviço de Segurança da Ucrânia morreu durante a explosão do seu veículo em Mariupol. Segundo a polícia local, uma das versões dos investigadores seria a de atentado terrorista.

Kiev vem acusando Moscou, reiteradamente, de interferência nos assuntos internos ucranianos. Rússia nega as acusações, que considera inadmissíveis. Moscou sempre declarou não ser parte do conflito interno na Ucrânia e demonstra interesse na normalização da situação política e econômica no país vizinho.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала