Rússia tem provas de que armas de terroristas na Síria foram produzidas no exterior

© AFP 2022 / GEORGE OURFALIANForças leais ao presidente sírio Bashar Assad disparando contra terroristas do Daesh a sul da cidade de Al-Bab na província de Aleppo na Síria (foto de arquivo)
Forças leais ao presidente sírio Bashar Assad disparando contra terroristas do Daesh a sul da cidade de Al-Bab na província de Aleppo na Síria (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma fonte diplomática informou à Sputnik que a Rússia tem provas incontestáveis de que armas e munições usadas por terroristas na Síria foram fornecidas do exterior.

A Syrian man is taken by civil defence workers to a small hospital in the town of Maaret al-Noman following a suspected toxic gas attack in Khan Sheikhun, a nearby rebel-held town in Syria’s northwestern Idlib province - Sputnik Brasil
Síria diz que relatório da OPAQ sobre ataque químico em Idlib é falso
Foi relatado também houve uma série de bombardeios na Síria por parte de grupos ilegais armados. 

"Os oficiais russos do Centro para a Reconciliação na Síria registraram neste sábado 48 bombardeios de morteiros no bairro de Al-Qabas das posições de formações armadas ilegais em Ein Tarma e Jobar", disse a fonte.

"Eles reuniram provas incontestáveis que comprovam que os terroristas usam armas e munições estrangeiras — foram tiradas fotos de morteiros produzidos no exterior com números de série", acrescentou.

No início do dia, vários portais de internet da oposição síria informaram que o suposto ataque químico das tropas governamentais em Ein Tarma deixou 30 militantes envenenados. O comando das Forças Armadas da Síria negou as alegações classificando os relatórios como "falsos e não consistentes com a realidade".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала