Surto de cólera no Iêmen: mais de 900 mortes desde o final de abril

© AFP 2022 / Mohammed HUWAIS Yemenis suspected of being infected with cholera receive treatment at a hospital in Sanaa on May 6, 2017
Yemenis suspected of being infected with cholera receive treatment at a hospital in Sanaa on May 6, 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um total de 923 iemenitas já morreram em função do surto de cólera no país desde 27 de abril, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira.

Rapaz em carro abandonado no orfanato em Saná, Iêmen - Sputnik Brasil
Órgão de Vigilância Sanitária da Rússia alerta para epidemia de cólera no Iêmen
"Um total acumulado de 124,002 casos suspeitos de cólera e 923 mortes associadas foram relatadas no Iêmen desde 27 de abril de 2017", informou a organização em sua conta no Twitter.

O surto de cólera no Iêmen foi anunciado pelas autoridades sanitárias do país em 6 de outubro de 2016. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 7,6 milhões de iemenitas vivem em áreas com alto risco de transmissão da doença.

O Iêmen está vivendo uma guerra civil desde março de 2015. O conflito afetou os sistemas econômico e social do país, bem como todo o setor da saúde. A guerra está sendo travada entre o governo do presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi, reconhecido pela comunidade internacional, e o movimento Houthi, apoiado por unidades do exército leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh.

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) caracteriza a situação no Iêmen como "a maior crise humanitária do mundo", com 18,8 milhões de pessoas necessitando de ajuda humanitária ou de proteção, incluindo 10,3 milhões de pessoas em risco eminente de vida.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала