Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Macron diz que quer fortalecer cooperação com a Rússia sobre a Síria fora da coalizão

© REUTERS / Stephane De Sakutin/PoolVladimir Putin e Emmanuel Macron se reúnem em Paris, 29 de maio, 2017
Vladimir Putin e Emmanuel Macron se reúnem em Paris, 29 de maio, 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, realizaram uma coletiva de imprensa após reunião bilateral nesta segunda-feira (29), em Paris.

O líder francês destacou que sem diálogo com a Rússia é impossível trabalhar sobre as mais importantes questões. Parte da reunião foi dedicada à situação da síria, cuja prioridade, segundo Macron, é a luta contra o grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico). Segundo ele, é preciso buscar soluções políticas, que possam estabelecer a paz no país. 

Emmanuel Macron manifestou disposição de reforçar a cooperação com a Rússia sobre a Síria fora do âmbito da coalizão internacional liderada pelos EUA.

"Eu gostaria que, além de trabalhar no âmbito da coalizão, pudéssemos reforçar a nossa cooperação com a Rússia", disse Macron.

O presidente francês sublinhou que "a prioridade absoluta é a luta contra o terrorismo e eliminação de grupos extremistas, particularmente o Daesh". 

"No que diz respeito às relações bilaterais, eu gostaria de continuar essas relações e fortalecê-las", acrescentou Macron ao comentar as relações com a Rússia. 

Presidente rússo, Vladimir Putin, duranta coletiva de imprensa conjunta com Sergio Mattarella, presidente da Itália - Sputnik Brasil
No âmbito da visita de Putin à França, mídias francesas chamam líder russo de 'czar'
Vladimir Putin, por sua vez, observou que as relações bilaterais entre a Rússia e a França foram o centro das atenções durante as conversações entre os líderes.  

De acordo com o presidente russo, Paris demonstrou interesse em expandir a interação econômica com Moscou. Ele expressou a opinião de que mais estudantes russos devem estudar na França, destacando que é necessário intensificar o intercâmbio de jovens.

Putin também afirmou que foi discutida a questão nuclear na Península Coreana e as formas de resolver este problema. 

"Esta foi a primeira troca de pontos de vista, que muito aberta, franca, nós dissemos muitas coisas um pro outro. Eu disse o que eu penso sobre uma série de situações… Eu acho que dissemos tudo um ao outro", completou Macron ao comentar os resultados da reunião com o líder russo.

 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала