Grupo terrorista que atacou embaixada dos EUA na Líbia anuncia autodissolução

© REUTERS / Ali HashishoHomem na varanda de um dos edifícios com marcas de bombardeios em um campo de refugiados na Líbia (Arquivo)
Homem na varanda de um dos edifícios com marcas de bombardeios em um campo de refugiados na Líbia (Arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O grupo terrorista líbio Ansar al-Sharia, vinculado à Al-Qaeda, anunciou sua dissolução por ter sofrido grandes baixas nas suas fileiras, incluindo a maior parte de seus líderes, ao combater o exército líbio.

Militante das forças líbias leais a Khalifa Haftar (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Quem pode tirar proveito da instabilidade na Líbia?
Segundo a agência Reuters, que cita a procuradoria norte-americana, a Ansar al-Sharia preparava ataques terroristas contra os EUA. Um dos membros da organização é acusado de ter atacado a missão diplomática dos EUA em Benghazi em 11 de setembro de 2012 quando morreram quatro norte-americanos, incluindo o embaixador Christopher Stevens. Entretanto, o grupo radical rejeitou as acusações.

Formada após a vitória da chamada revolução na Líbia, a organização visava criar um emirado islâmico que se estenderia para fora das fronteiras líbias até ao Egito, Argélia e Tunísia. A Ansar al-Sharia está incluída na lista das organizações terroristas do Conselho de Segurança da ONU.

Muitos membros da Ansar al-Sharia se juntaram às fileiras do Daesh depois da morte do seu líder nos finais de 2014, acrescenta a agência AFP.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала