Regras mais duras para solicitantes de visto dos EUA entram em vigor

Nos siga noTelegram
A governo Trump tomou uma série de medidas "para reforçar a segurança", permitindo que as embaixadas dos EUA em todo o mundo pedissem mais informação sobre os viajantes que entrarão no país.

Protestos por refugiados nos EUA - Sputnik Brasil
Quase 900 imigrantes entram nos EUA não obstante lei de Trump
O governo dos Estados Unidos disse às embaixadas que aumentariam os procedimentos de triagem para certos requerentes de vistos depois que a proibição de viagem para vários países de maioria muçulmana foi bloqueada judicialmente, informou a mídia local nesta sexta-feira.

"Como parte do nosso trabalho para melhorar constantemente o rastreio e verificação dos requerentes de visto… o Departamento instruiu [nossos] postos para tomar imediatamente uma série de etapas", disse um cabo do Departamento de Estado às embaixadas, de acordo com a CNN.

A medida foi tomada em decorrência do memorando assinado por Donald Trump no dia 6 de março para restringir ainda mais a concessão de autorizações. As embaixadas dos EUA agora terão permissão para obter mais informações sobre os viajantes e seus parentes, uso de redes sociais e locais de trabalho e residência.

Trump emitiu uma ordem executiva em janeiro bloqueando cidadãos do Irã, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen de entrarem nos Estados Unidos. O governo revisou o pedido no dia 6 de março depois que os tribunais bloquearam sua implementação. A ordem posterior não incluiu cidadãos iraquianos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала