G7 vai combater militantes estrangeiros e financiamento do terrorismo

© AFP 2022 / KARL-JOSEF HILDENBRANDBandeiras dos países do G7
Bandeiras dos países do G7 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os líderes do G7 assinaram nesta sexta-feira (26) uma declaração conjunta sobre a luta contra o terrorismo durante a reunião de cúpula realizada na Itália.

"A declaração do G7 sobre a luta contra o terrorismo é um forte sinal de solidariedade com a Grã-Bretanha após o atentado em Manchester", declarou o primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni.

Avião militar italiano do Eurofighter Typhoon patrulha sobre os Bálticos durante uma missão da vigilância aérea da OTAN a partir da base aérea de Zokniai, perto de Siauliai - Sputnik Brasil
OTAN se junta à coalizão internacional para combater Daesh
"Quero agradecer a todos os líderes, temos demonstrado nossa unidade e nossa determinação em continuar a luta contra o terrorismo, e depois do que aconteceu em Manchester é também uma mensagem de amizade e proximidade com o Reino Unido. Obrigado, Theresa", disse ele, referindo-se à primeiro-ministra da Grã-Bretanha.

Os líderes do G7 também concordaram em combater o financiamento do terrorismo e a ameaça representada pelos combatentes estrangeiros.

"Vamos trabalhar para alcançar uma abordagem comum para a gestão de riscos, representados por combatentes estrangeiros que deixam a zona de conflito. Vamos fornecer os recursos de garantias para os países de trânsito e de destino para eliminar a ameaça representada pelos combatentes estrangeiros que cruzam ou que regressam ao seu país", diz a declaração conjunta. 

"Estaremos comprometidos com uma maior troca de informações sobre aqueles que estão no território controlado pelo Daesh [Estado Islâmico]", afirma o G7.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала