Alta tensão: Navio de guerra dos EUA se aproxima de arquipélago reivindicado pela China

© REUTERS / HANDOUTO destróier dos EUA USS Dewey
O destróier dos EUA USS Dewey - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O destróier USS Dewey da Marinha norte-americana se aproximou a cerca de 22 quilômetros das ilhas disputadas de Spartley, comunicou a Reuters.

Fontes anônimas norte-americanas precisaram à Reuters que o USS Dewey se aproximou do recife de Mischief, reivindicado pela China. O navio integra a operação Liberdade de Navegação, destinada a contrair as reivindicações marítimas da China. 

É a primeira vez após a tomada de posse de Donald Trump que um navio de guerra norte-americano se aproxima das ilhas em disputa no mar do Sul da China. 

​A China e outros países da região, nomeadamente o Japão, o Vietnã e as Filipinas contestam as fronteiras marítimas e as zonas da responsabilidade no mar da China Meridional e Oriental. A China afirma que as Filipinas e o Vietnã utilizam deliberadamente o apoio dos EUA para aumentar as tensões regionais. 

Em julho de 2016, a Corte Permanente de Arbitragem de Haia, após uma ação das Filipinas, reconheceu a ilegalidade da maioria das reivindicações territoriais do Pequim em relação a alguns territórios no mar do Sul da China. Pequim se recusou de reconhecer a sentença da Corte. 

​A China reivindica a sua soberania sobre a quase totalidade das ilhas no mar do Sul da China, incluindo áreas dos países vizinhos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала