Duterte quer convencer Putin a fornecer armas às Filipinas

© Sputnik / Mikhail Klimentiev  / Abrir o banco de imagensO presidente da Rússia, Vladimir Putin, e seu homólogo filipino, Rodrigo Duterte
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e seu homólogo filipino, Rodrigo Duterte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente das Filipinas Rodrigo Duterte pretende convencer o seu homólogo russo Vladimir Putin a exportar armas para o seu país.

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, assiste ao Fórum Econômico em Tóquio, no Japão, em 26 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Duterte faz nova advertência aos EUA mas chama Trump de 'amigo'
Rodrigo Duterte está de visita a Moscou de 22 a 26 de maio.

"Penso que tenho que convencer Vladimir Putin a fornecer armas às Filipinas. Não se trada de uma grande quantidade de armas, mas sobretudo de mísseis terrestres de alta precisão", disse o líder filipino em entrevista à mídia russa respondendo à pregunta sobre um possível acordo para o fornecimento a Manila de armas ligeiras, mísseis de alta precisão, helicópteros e aviões.

De acordo com Duterte, as autoridades filipinas precisam destes armamentos para combater os grupos armados que "semeiam o caos" no país.

"Estamos lutando com os rebeldes, tais como havia antes na Rússia. São simplesmente bandidos que semeiam o caos. São poucos e nem sempre são precisas armas pesadas para combatê-los. Mas precisamos de armas de precisão que nós não temos. Trata-se de armas ligeiras, de mísseis que podem atingir alvos com precisão e, talvez, o que é muito importante na luta contra os rebeldes, helicópteros e aviões. Não queremos jatos, mas aviões de hélices, não muito caros e mais eficientes no combate contra pequenos grupos de terroristas nas zonas de conflito", disse.

Exercícios navais dos EUA e das Filipinas nas águas do Mar do Sul da China, em junho de 2014 - Sputnik Brasil
Petróleo fez China nos ameaçar com uma guerra, diz presidente das Filipinas
Duterte também explicou por que foi a Moscou que ele recorreu.

"Acho que vocês têm sistemas de precisão mais eficazes, sendo a Rússia melhor nesta área do que os EUA. Além dos russos serem melhores neste caso, também são generosos e estão dispostos a ajudar", explicou o presidente filipino.

Ele também acrescentou que no momento "apenas se pode acreditar nas palavras da Rússia e da China" no mundo.

"Os EUA são hipócritas. Lá a mão esquerda não sabe o que está fazendo a mão direita, por isso vão ter sempre problemas, mal-entendidos, e se conseguirem evitar o ódio, pelo menos vão sentir antipatia uns pelos outros", sublinhou o presidente, acrescentando que o seu país excluiu os EUA da lista de países a quem pedirão ajuda e cooperação.

Nos fins de abril, o ministro da Defesa das Filipinas, Delfin Lorenzana, declarou durante seu encontro com seu homólogo russo, Sergei Shoigu, que Moscou e Manila planejam firmar um acordo de cooperação na área de defesa durante a visita de Duterte à Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала