EUA estão dispostos a dialogar com Coreia do Norte, mas só com fim dos testes de mísseis

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensUm complexo de defesa antiaérea do Exército Popular da Coreia é visto durante o desfile dos 105 anos de nascimento de Kim Jong-il
Um complexo de defesa antiaérea do Exército Popular da Coreia é visto durante o desfile dos 105 anos de nascimento de Kim Jong-il - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, declarou nesta terça-feira (16) que o país está disposto a estabelecer um diálogo com a Coreia do Norte, mas apenas se Pyongyang interromper os testes nucleares e de mísseis.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un - Sputnik Brasil
EUA pedem que Rússia e China 'façam o possível' para responder à Coreia do Norte
"Nós estamos prontos, mas somente quando observarmos a plena interrupção do processo nuclear ou de qualquer teste", informou Haley durante reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a Coreia do Norte. 

A diplomata também afirmou que os EUA estão considerando o endurecimento das sanções contra a Coreia do Norte após o mais recente teste de mísseis

"Queremos rever as sanções existentes e considerar sanções mais duras", destacou Haley antes da reunião do Conselho de Segurança da ONU.

Na última segunda-feira a Casa Branca fez um apelo para que a Rússia e a China usem sanções para pressionar a Coreia do Norte em resposta ao seu último teste de míssil realizado durante o fim de semana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала