Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

USS Carl Vinson permanecerá na zona da península coreana

© REUTERS / Erik De CastroPorta-aviões norte-americano USS Carl Vinson durante patrulha no mar do Sul da China, 3 de março de 2017
Porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson durante patrulha no mar do Sul da China, 3 de março de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O grupo naval liderado pelo porta-aviões da Marinha dos EUA USS Carl Vinson permanecerá nas águas da península coreana por tempo indefinido para participar de operações conjuntas com a Coreia do Sul.

"Estão sendo realizados exercícios conjuntos entre a Coreia do Sul e os EUA [com a participação do porta-aviões]", informam os representantes do comando sul-coreano citados pela agência Yonhap.

A agência sublinha que os militares não divulgaram a data dos assim chamados exercícios conjuntos.

Porta-aviões USS Carl Vinson em 15 de abril de 2017 - Sputnik Brasil
Com 21 dias de atraso, USS Carl Vinson chega à península coreana
O grupo de aviação de ataque dos EUA encabeçado pelo porta-aviões nuclear USS Carl Vinson chegou à península coreana no dia 29 de abril. Durante seu percurso no mar do Japão, o porta-aviões participou de treinamentos conjuntos com as forças de autodefesa aérea do Japão e, depois, com a Marinha da Coreia do Sul.

A bordo do USS Carl Vinson estão cerca de 70 aviões e helicópteros militares, inclusive 24 caças bombardeiros F/A-18, dez aviões de reabastecimento aéreo, dez aviões anti-submarino S-3A, seis helicópteros táticos antinavio SH-3H, quatro aviões de vigilância radioeletrônica EA-6B e quatro aviões de deteção longínqua E-2.

Além do porta-aviões, do grupo naval fazem parte o cruzador de mísseis Lake Champlain (CG-57) e os destróieres Michael Murphy (DDG-112) e Wayne E. Meyer (DDG 108), equipados com sistema antimísseis Aegis.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала